Terroristas detidos em Portugal em preventiva por perigo de continuação da atividade criminosa

Os dois iraquianos ligados ao Estado Islâmico que foram detidos esta quarta-feira pela Polícia Judiciária vão ficar em prisão preventiva. Os dois homens estava a ser monitorizados desde 2017, depois de denúncias relacionadas com atos terroristas no país de origem. O surgimento de novas evidências acabou por levar à detenção.

Sobre "Notícias 24"