A rainha Isabel II não poderá estar presente este domingo nas comemorações do Domingo da Memória, que decorrem no centro de Londres, devido a uma lesão muscular nas costas, informou o Palácio de Buckingham.

A rainha decidiu “com grande pesar” que não poderia comparecer à cerimónia – em memória dos britânicos mortos na guerra – e ficou “dececionada”, informou este domingo o Palácio, em comunicado. Esta seria a primeira aparição pública da monarca, de 95 anos de idade, depois de, por conselho médico, ter cancelado vários eventos nas últimas semanas.

Como em anos anteriores, será depositada uma coroa de flores em nome de Sua Majestade, pelo Príncipe de Gales”, refere o mesmo comunicado. A cerimónia contará com a presença de outros membros da família real, como estava previsto.

O Domingo da Memória é um dos eventos mais relevantes no calendário da rainha, que serviu na Segunda Guerra Mindial como motorista do exército.

Esta quinta-feira, funcionários da Palácio de Buckingham disseram que Isabel II pretendia assistir à cerimónia no Cenotáfio, no centro de Londres, a partir de uma varanda, como tem vindo a fazer desde há vários anos.

Em outubro a rainha passou uma noite no hospital, após ser internada para fazer exames médicos. No dia 29 desse mês, o Palácio anunciou que, por conselho dos médicos, a soberana deveria descansar por duas semanas, o que impediu que marcasse presença na Cimeira do Clima COP26, em Glasgow, tendo enviado uma mensagem por vídeo.

/ CE