Há uma “probabilidade grande” de os restos mortais encontrados num parque da Florida, esta quarta-feira, serem de Brian Laundrie, o namorado de Gabby Petito, a jovem norte-americana que foi estrangulada até à morte.

A “probabilidade é grande que sejam os restos mortais do Brian”, afirmou o advogado da família de Brian à CNN, esta quinta-feira, acrescentando que a família está “destroçada”.

No local já esteve um médico legista a recolher e examinar provas, mas a identificação ainda vai demorar.

Fonte próxima da investigação disse à CNN que os restos mortais “aparentam ter estado ali durante algum tempo”.

“Devido ao estado dos restos mortais, pode demorar algum tempo a identificar o corpo oficialmente. Vai ser um processo muito minucioso.”

Os restos mortais estavam numa área que esteve coberta de água, o que dificulta este processo, acrescentou o agente responsável pela investigação do FBI, Michael McPherson.

Junto aos restos mortais, foram encontrados uma mochila e um computador que pertenciam a Brian Laundrie, o jovem de 23 anos que se tornou o principal suspeito da morte da namorada, após uma viagem dos dois em que foram registados momentos de tensão entre o casal.

O que estavam a fazer os pais de Brian no local?

À CNN, o advogado da família do jovem, Steven Bertolino, contou que Chris and Roberta Laundrie tinham avisado o FBI, na terça-feira à noite, que iam ao parque na quarta-feira logo de manhã, para procurar o filho. Era o primeiro dia em que o parque reabria desde que as buscas começaram.

Por “coincidência”, acrescentou, acabaram a ajudar as autoridades a encontrar alguns pertences de Brian. Mas foram afastados do local assim que os restos mortais foram encontrados.

O advogado justificou que os pais se digiriram para este local porque se tratava da área que tinham sinalizado desde logo às autoridades para começarem as buscas.

A jovem de 22 anos foi vista pela última vez no dia 24 de agosto, quando estava a sair de um hotel em Salt Lake City. Gabby falava regularmente ao telefone com os pais, mas a partir de determinada altura passou a fazê-lo por mensagens. Os pais questionam se essas últimas mensagens terão sido realmente escritas pela filha. A última vez que Gabby entrou em contacto com os pais foi no final de agosto, quando o casal estava na área do Parque Nacional de Grand Teton, tendo sido aí que se iniciou a busca.

No dia 1 de setembro, Laundrie regressou a North Port com a carrinha de Gabby - uma van Ford Transit de 2012 - mas sem a namorada. 

No dia 11 de setembro, a família de Gabrielle participou o seu desaparecimento às autoridades. A polícia foi a casa de Brian Laundrie para tentar obter informações, mas ele recusou-se a falar com a polícia e, pouco depois, saiu de casa com uma mochila, dizendo aos pais que ia passar uns dias na reserva natural.

Catarina Pereira