O presidente dos Estados Unidos deslocou-se este domingo até à Base da Força Aérea de Dover, onde recebeu os corpos dos 13 militares mortos num ataque suicida perto do aeroporto de Cabul.

Joe Biden tornou-se assim no quarto presidente a testemunhar o regresso de soldados mortos desde que começou a guerra no Afeganistão, depois de George W. Bush, Barack Obama e Donald Trump.

Na base aérea estiveram também as famílias dos soldados, num ritual praticado pelas forças armadas norte-americanas, e consiste na saída do caixão envolto na bandeira americana. As vítimas mortais eram todas jovens, a maioria de 20 anos, sendo que apenas um tinha mais de 30 anos.

Entre eles estava Nicole Gee, uma oficial do corpo de Fuzileiros que tinha 23 anos, e que dias antes de morrer partilhou uma fotografia comovente durante a missão no Afeganistão.

Além de Joe e Jill Biden, marcaram também presença o secretário da Defesa, Lloyd Austin e o secretário de Estado Antony Blinken.

António Guimarães