O número de vítimas mortais devido ao novo coronavírus aumentou este sábado para 259, anunciaram as autoridades de Pequim, na China.

O número de pessoas infetadas devido ao vírus também subiu, atingindo os 11.791 casos.

Este surto de pneumonia provocado por um novo coronavírus (2019-nCoV) foi detetado no final do ano em Wuhan, na província de Hubei, na China.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há mais de 50 casos de infeção confirmados em 24 outros países, com as novas notificações na Rússia, em Suécia e Espanha.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional (PHEIC, na sigla inglesa) por causa do surto. Uma emergência de saúde pública internacional supõe a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial.

Esta é a sexta vez que a OMS declara uma emergência de saúde pública de âmbito internacional.

O Ministério da Saúde vai disponibilizar instalações onde os portugueses provenientes de Wuhan, na China, possam ficar em “isolamento profilático” voluntário.

O Hospital Pulido Valente, em Lisboa, e o Hospital Militar, no Porto, serão as unidades a receber os portugueses que regressarem de Wuhan.

/ SS