Um novo apagão geral afetou a ilha da Madeira neste domingo, na sequência da tempestade que atinge o arquipélago e causou inundações e queda de muros em vários pontos da região.

A Empresa Eletricidade da Madeira já repôs a energia, que falhou pouco depois das 06:00 da manhã, devido à trovoada e às descargas elétricas persistentes durante a madrugada.

A intensidade da tempestade desativou o sistema na Central Elétrica da Vitória, localizada no Funchal e provocou um apagão geral.

O segundo apagão durou cerca de três horas.

Várias pessoas não conseguiram sair de casa devido à falta de energia, com os portões automáticos bloqueados, indicou o autarca do Funchal, Miguel Gouveia, à TVI.

Além do apagão, não há outras ocorrências significativas nesta manhã, numa altura em que decorrem os trabalhos de limpeza.

Veja também:

No Funchal, um dos concelhos mais afetados pelo temporal, os Bombeiros Sapadores indicaram que estão envolvidos em diversas ações de socorro e limpeza, relacionadas com inundações e queda de muros.

O arquipélago da Madeira continua hoje sob aviso laranja do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) até às 12:00, com condições favoráveis à ocorrência de aguaceiros, por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

Com exceção do aviso meteorológico amarelo para Porto Santo, devido a risco de trovoada até as 12:00 e de aguaceiros até às 15:00, por vezes fortes, a ilha da Madeira está sob aviso laranja até as 12:00, devido a chuva e trovoada, um nível de alerta acima do amarelo, e às 15:00 todo o arquipélago regressa a aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros fortes e trovoada.

Mário Gouveia / CM