A vacina da AstraZeneca vai voltar a poder ser utilizada em Portugal. Apenas três dias depois da suspensão da vacina contra a covid-19, o Infarmed, a Direção-Geral da Saúde e a task force de vacinação entenderam que Portugal deve reverter essa decisão, na sequência das palavras da Agência Europeia do Medicamento, que entende que o produto é "seguro e eficaz".

A recomendação teve como base o "princípio da precaução em saúde pública", e surgiu depois de terem sido conhecidos novos casos de reações adversas após administração da vacina da AstraZeneca, que vão desde graves reações alérgicas até episódios de tromboses, provocados por coágulos.

O presidente do Infarmed, Rui Santos Ivo, explicou que a principal conclusão dos especialistas europeus é que "os benefícios da vacina da AstraZeneca são claramente superiores a quaisquer riscos que foram identificados".

Os benefícios superam claramente os riscos, isso foi muito claro no comité", explicou.

Segundo o coordenador da task force, Henrique Gouveia e Melo, o plano de vacinação com AstraZeneca é retomado na segunda-feira, o que pressupõe um atraso de "quatro/cinco dias".

O plano de vacinação sofreu uma pausa no que concerne à vacina da AstraZeneca e vai ser posto em marcha outra vez a partir de segunda-feira. Vamos retomar o plano, acelerando-o", afirmou o coordenador da task force para a vacinação contra a covid-19, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo
 

Durante os três dias de pausa, terão ficado por vacinar cerca de 120 mil pessoas, segundo o coordenador da task force.

São perto de 120 mil pessoas em que adiámos a vacinação numa semana. Vamos recuperar muito rapidamente essa vacinação. Mais uma semana, semana e meia temos o plano recuperado como se não tivéssemos feito nenhuma pausa", esclareceu Henrique Gouveia e Melo.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, voltou a referir que o motivo da pausa se deveu a uma precaução de saúde pública, reforçando que essa mesma pausa vai ser colmatada nos próximos dias.

Portugal é mais um país europeu a retomar a vacinação com AstraZeneca, já depois de países como Espanha, França ou Itália terem anunciado decisões no mesmo sentido.

Madeira retoma vacinação com AstraZeneca na sexta-feira

A administração da vacina da AstraZeneca na Madeira, suspensa há três dias na sequências das indicações da Direção-Geral da Saúde, vai ser retomada na sexta-feira, foi hoje anunciado.

A Direção Regional de Saúde informa que a inoculação com a vacina AstraZeneca contra a covid-19 na Região Autónoma da Madeira será retomada no dia 19 de março, a partir das 13:00, no Centro de Vacinação do Funchal, localizada no Madeira Tecnopolo”, lê-se na informação divulgada pelo gabinete do Secretário Regional da Saúde do arquipélago.

A nota adianta que a vacina da AstraZeneca vai voltar a ser aplicada a “docentes e não docentes, grupo definido como prioritário nesta fase da campanha de vacinação” na Madeira.

A DRS explica que “esta resolução está fundamentada na tomada da decisão da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que reafirmou esta quinta-feira [18 de março], que a vacina AstraZeneca é segura e eficaz”.

António Guimarães