A Câmara de Matosinhos detetou 10 casos de infeção por SARS-CoV-2 em 1.600 professores e auxiliares de escolas do concelho testados entre sábado e segunda-feira, disse esta terça-feira fonte desta autarquia do distrito do Porto.

Entre os testados estão docentes, professores de atividades extracurriculares e assistentes técnicos e operacionais de todos os estabelecimentos de ensino de Matosinhos, designadamente escolas profissionais e privadas e instituições de ensino superior, adiantou a mesma fonte.

A testagem, voluntária e gratuita, foi feita por técnicos da Cruz Vermelha Portuguesa, que disponibilizou os testes de leitura rápida de antigénio, em oito pontos de colheita distribuídos pelo concelho, ressalvou.

O objetivo desta iniciativa foi despistar a presença da doença antes do início das aulas, que arrancaram segunda-feira, depois de duas semanas de férias e da celebração da época natalícia, vincou a fonte.

Estes testes rápidos, disponibilizados à comunidade escolar antes do início do 2.º período escolar, pretenderam minimizar o impacto nas escolas de eventuais infeções contraídas durante as festividades do Natal, salientou.

Portugal contabiliza pelo menos 7.286 mortos associados à covid-19 em 436.579 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O Presidente da República propôs ao parlamento a renovação do estado de emergência por mais oito dias, até 15 de janeiro.

/ HCL