O número de mortos por Covid-19 em Portugal subiu para 1.356, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado nesta quarta-feira.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 14 óbitos, um aumento de 1% relativamente ao balanço anterior, e 285 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, o que representa uma subida de mais 0,9%.

A maioria dos novos casos ocorreram em concelhos da região de Lisboa e Vale do Tejo, um situação considerada complexa pela DGS, concretamente Lisboa (mais 48), Amadora (39), Sintra (33), Loures (31), Vila Franca de Tira (22), Oeiras (16), Odivelas (14), Cascais (10) e Almada (mais nove). Recorde-se que, além do entreposto comercial da Azambuja, foram identificados novos focos de contágio em bairros comunitários do Seixal.

No total, desde o início do surto em Portugal, foram contabilizados 31.292 infetados.

Continuam internados em hospitais 510 doentes, menos três do que na terça-feira (-0,6%), e 66 estão em unidades de cuidados intensivos, menos cinco (-7,1%). A prosseguir a recuperação em casa estão, ainda, 11.077 pessoas.

Já o número de doentes recuperados subiu para 18.349 (mais 253).

Boletim da DGS: 27 de maio by TVI24 on Scribd

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (755), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (335), do Centro (235), do Algarve (15), dos Açores (15) e do Alentejo, que regista um óbito, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, 692 vítimas mortais são mulheres e 664 são homens.

Das mortes registadas, 912 tinham mais de 80 anos, 265 tinham entre os 70 e os 79 anos, 121 tinham entre os 60 e 69 anos, 42 entre 50 e 59, 15 entre os 40 e os 49, e um dos doentes tinha entre 20 e 29 anos.

O concelho de Lisboa é o que regista o maior número de casos de infeção (2.254), seguido de Vila Nova de Gaia (1.553), Porto (1.349), Matosinhos (1.275), Braga (1.213) e Gondomar (1.079).

Desde o dia 1 de janeiro, registaram-se 316.364 casos suspeitos, dos quais 1.886 aguardam resultado dos testes. Há, ainda, 27.141 pessoas em contactos de vigilância pelas autoridades de saúde.

Há 283.186 casos em que o resultado dos testes foi negativo.

A região Norte continua a registar o maior número de infeções, totalizando 16.703, seguida pela região de Lisboa e Vale do Tejo, com 10.055, da região Centro, com 3.690, do Algarve (363) e do Alentejo (256).

Os Açores registam 135 casos de Covid-19 e a Madeira contabiliza 90 casos confirmados.

Do total de infetados, 18.036 são mulheres e 13.256 são homens.

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (5.265), seguida da faixa dos 50 aos 59 anos (5.212) e das pessoas com mais de 80 anos (4.460).

Há ainda 4.679 doentes com idades entre 30 e 39 anos, 4.049 entre os 20 e os 29 anos, 3.463 entre os 60 e 69 anos e 2.520 com idades entre 70 e 79 anos.

A DGS regista igualmente 607 casos de crianças até aos nove anos e 1.037 jovens com idades entre os 10 e os 19 anos.

De acordo com a DGS, 40% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e 12% dificuldade respiratória. Esta informação refere-se a 91% dos casos confirmados.

Catarina Machado