O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve em contacto com o ministro da Ciência e do Ensino Superior, Manuel Heitor, "antes da fase infecciosa" do governante, ou seja, sem risco de ser contagiado.

O esclarecimento foi feito nesta segunda-feira pela diretora-geral da Saúde, durante a conferência de balanço da situação epidemiológica no país, depois de Manuel Heitor ter testado positivo para a covid-19.

O Presidente da República esteve em contacto no mesmo evento, mas este contacto ocorreu antes de o ministro estar na fase infecciosa, por isso o Presidente não foi considerado para efeitos de rastreio", assegurou Graça Freitas.

A diretora-geral explicou, ainda, que "a partir da história do primeiro caso" é possível "recuar até ao período em que o primeiro caso estava infeccioso", momento que é apurado num segundo inquérito epidemiológico "minucioso", já depois de um primeiro para rastrear os contactos de "alto risco".

Marcelo Rebelo de Sousa, recorde-se, realizou testes à covid-19 nos dias 6 e 7 e deverá realizar novo teste esta segunda-feira devido ao plano de deslocações da semana.

O chefe de Estado esteve com Manuel Heitor num evento com cientistas na semana passada, o mesmo onde soube que o centrista Lobo Xavier estava infetado

O Governo também confirmou hoje que o primeiro-ministro e todos os membros do Executivo testaram negativo para a covid-19, depois de conhecido o caso de Manuel Heitor.

Catarina Machado