Subiu para sete o número de mortos no tiroteio de sábado, entre Midland e Odessa, no Texas (EUA).

O último balanço apontava para cinco vítimas mortais, entre elas o atirador.

Segundo a agência Reuters, Michael Gerke, chefe da polícia de Odessa, está a preparar uma npca conferência de imprensa. 

Inicialmente, a polícia acreditava que o tiroteio tinha sido levado a cabo por dois atiradores, informação que foi depois corrigida pelas autoridades.

O suspeito, que acabou abatido pela polícia, atirou contra um agente numa operação STOP e depois começou a disparar indiscriminadamente pela cidade.

A certa altura terá abandonado o carro em que seguia e roubado uma carrinha de correio, o que terá levado as autoridades a pensar que se tratavam de dois atiradores. No entanto, todas as hipóteses continuam a ser investigadas pela polícia.

É o segundo tiroteio no Texas em apenas um mês. A 3 de agosto, um tiroteio em El Paso fez 22 mortos. Além do ataque de El Paso, um outro tiroteio matou nove pessoas em Dayton, no Ohio.
 
 

/ CE