O número de mortos devido à pandemia de Covid-19 subiu para três em Portugal. De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quinta-feira, o número de casos confirmados com coronavírus subiu para 785, ou seja, foram registados 143 novos casos nas últimas 24 horas.

O terceiro morto em Portugal é um doente da região Centro - até aqui, os dados da DGS davam conta de dois mortos na região de Lisboa.

Trata-se uma mulher, na casa dos 90 anos. A TVI sabe que a mulher estava internada no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra e que o teste ao coronavírus foi feito após a sua morte.

Tal como no boletim anterior, 89 doentes estão internados, 20 nos cuidados intensivos. Como disse a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, em conferência de imprensa, em números redondos isto significa que 15% dos doentes estão internados.

Há agora 381 casos confirmados na região do Norte do país (mais 92), 278 na região de Lisboa (mais 35), 86 no Centro (mais 12), dois no Alentejo, 25 no Algarve (mais quatro), três nos Açores e um na Madeira.

O balanço da DGS refere ainda que 488 pessoas aguardam os resultados das análises laboratoriais e que 8091 contactos estão sob a vigilância das autoridades de saúde.

Os casos recuperados continuam a ser três.

Há 24 cadeias de transmissão ativas. Os casos importados têm origem na Alemanha/Áustria (1), em Andorra (1), Bélgica (1), Espanha (23), França (16), Itália (17), no Irão (1), nos Países Baixos (2), no Reino Unido (1) e na Suíça (8).

De acordo com a informação divulgada, desde 1 de janeiro foram registados 6.061 casos suspeitos. Um total de 4.788 casos suspeitos deram resultado negativo no teste.

A maior percentagem de doentes infetados com o novo coronavírus regista-se nas mulheres, entre os 40 e 49 anos (22,8%), seguidas pelos homens da mesma faixa etária, com 19,7%.

Nos doentes homens há 9,1% entre os 70 e 79 anos e nas mulheres 5,9% na mesma faixa etária.

Entre os homens infetados há 4,3% acima dos 80 anos e entre as mulheres 5,4%.

Sofia Santana