O Parque de Répteis na Austrália deu as boas-vindas ao primeiro coala nascido desde os incêndios que consumiram mais de mil quilómetros de território e devastaram o país.

O mamífero recém-nascido chama-se Ash, que significa "cinza" em português, e representa um sinal de esperança para o futuro vida selvagem australiana.

O animal saiu pela primeira vez da bolsa da mãe dias antes da reabertura do parque animal, que tem estado encerrado devido à pandemia de Covid-19.

Entretanto, as redes sociais foram o meio para unir todas as espécies da reserva com os habituais visitantes.

O Parque de Répteis Australiano deverá reabrir as portas no primeiro dia de junho, agora com mais um elemento.

Temos um anúncio muito especial... O nosso primeiro coala da temporada acabou de sair da bolsa da mãe para dizer olá! Os tratadores decidiram batizá-la Ash! Ash é o primeiro coala nascido no parque desde os trágicos incêndios australianos e é um sinal de esperança para o futuro da vida selvagem da Austrália”, pode ler-se nas redes sociais do Parque de Répteis Australiano.

Incêndios na Austrália: mil milhões de animais e 33 pessoas mortas, em mais de 12 milhões de hectares queimados

Os incêndios australianos foram responsáveis pela morte de 33 pessoas e arrasaram a biodiversidade local. Os coalas foram das espécies mais afetadas pela catástrofe.

O impacto dos fogos australianos na espécie ganhou especial destaque, na imprensa internacional, depois de uma mulher sido filmada a arriscar a vida para salvar um coala que estava cercado por chamas, na Nova Gales do sul.

O mamífero resgatado foi batizado com o nome Lewis e alertou para um dos efeitos colaterais mais devastadores na biodiversidade australiana. Ainda assim, o animal acabou por não resistir às queimaduras que tinha em grande parte do corpo.

Na altura, as estimativas apontavam para que mais de mil coalas tivessem sido mortos pelas chamas e que mais de 80% do habitat destes mamíferos tivesse sido destruído.

We are getting lots of contact from people asking how the burnt koalas are progressing. This is Lake Innes Nature...

Publicado por Koala Hospital Port Macquarie em Quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Ao longo dos últimos meses, vários coalas têm sido devolvidos à natureza e esta comunidade de marsupiais começa a reerguer-se.

O mundo uniu-se, numa onda de solidária, para ajudar a Austrália. Foram doados milhões de dólares para as vítimas dos incêndios na Austrália vão para custos administrativos, só a Cruz Vermelha australiana recebeu cerca de 115 milhões em donativos.

A NASA chegou mesmo a alertar que o fumo dos incêndios na Austrália iria dar uma volta completa ao mundo. A tragédia acabou por afetar a qualidade do ar em todos os continentes.

A tragédia assolou, sobretudo, os estados australianos de Nova Gales do Sul e Vitória. As primeiras chamas sugiram em julho de 2019 e só foram extintas, já este ano, em março.

Os incêndios na Austrália consumiram mais de 12 milhões de hectares e fizeram 33 mortos. Quanto aos animais, estima-se que mil milhões de animais tenham morrido.

Nuno Mandeiro